Destaque

Como Recuperar Mensagens Apagadas do Whatsapp

como recuperar mensagem apagada whatsapp

O whatsapp se tornou um grande aliado nos dias atuais, e é um dos aplicativos mais usados no mundo todo. Servindo para conectar pessoas por meio de mensagens, vídeos e fotos. Entretanto às vezes apagamos documentos e coisas importantes, então esse artigo irá te mostrar como recuperar mensagens apagadas do whatsapp.

Se por algum acaso você se sentiu vigiado por terem clonado seu whatsapp e apagou sem querer uma mensagem importante de trabalho, ou até mesmo de amigos sabe bem como é estressante recupera-las. Há um aplicativo que promete recuperar as mensagens apagadas, o gerenciador de arquivos ou clean file manager.

Passo a passo de: Como Recuperar Mensagens Apagadas do Whatsapp

Esse aplicativo recupera as mensagens já deletadas, porém para que isso ocorra o whatsapp deve ser desinstalado. Portanto faça os backups diários antes de desinstalar o aplicativo, para não perder as conversas mais recentes.

Desinstale o Whatsapp

Depois de fazer os backups, o primeiro passo é desentalar o aplicativo. Aliás se a sua mensagem foi apagada em um período de 24 horas, não será necessário utilizar o gerenciador de arquivos. Basta que você reinstale o aplicativo de mensagens, que as conversas serão restauradas.

Aparecerá na tela uma mensagem perguntando se você deseja restaurar as mensagens, basta clicar em recuperar. Porém, se essa conversa foi apagada há mais tempo, o gerenciador deverá ser utilizado.

Baixe o gerenciador de arquivos

O também conhecido como Clean file manager é um software que acessa as pastas de dados do seu celular android. Aliás, o aplicativo também possui uma versão que pode ser usada em computadores que é o Web PC Suite.

Ao desinstalar o Whatsapp e instalar o gerenciado de arquivo você deverá acessar o local de armazenamento de dados do seu celular. Ademais, abra o aplicativo e selecione memoria do sistema ou interna.

Procure a pasta com nome whatsapp, e logo depois selecione o “Database”, que nada mais é que a base de dados aonde ficam armazenadas as mensagens enviadas e recebidas do aplicativo.

Renomeie os arquivos

Os arquivos presentes na base de dados correspondem às conversas do aplicativo. Contudo, para que seja possível restaurar os arquivos, seus nomes devem ser alterados. Cada arquivo possui uma data e dependendo do modo como esta registrado determina se é um arquivo deletado ou não.

Ao alterar o nome do arquivo, o whatsapp o reconhecerá como novo e não como um arquivo deletado. Portanto na hora de instalar o aplicativo novamente, essas conversa já apagadas surgiram na restauração.

Porém, para restauração os arquivos devem possuir data do dia ou sem datas na base de dados. Para que consiga recuperar os seus arquivos é sugerido que renomeie o documentos para o dia em que estiver fazendo essa recuperação.

Arquivos mais antigos devem ter os numero que identificam as datas dos arquivos apagadas. Sendo assim o Whatsapp reconhecerá essas conversas que foi editada como a mais recente. E que na hora da instalação aparecerá na opção de restauração.

Baixe novamente o Whatsapp

O aplicativo de mensagens deve ser reinstalado e você devera selecionar a opção de recuperação de mensagens. O aplicativo reconhecerá as mensagens alteradas como recentes e elas estarão disponíveis novamente no aplicativo.

Caberá agora a você gerenciar suas mensagens e tomar cuidado na hora de apagar novas mensagens.

Conclusão – Como Recuperar Mensagens Apagadas do Whatsapp

Como vimos é simples recuperar suas conversas já deletadas do aplicativo de mensagens. Basta desinstalar o whatsapp e baixar o gerenciador de arquivos, renomeando os arquivos e atualizando suas datas.

Aliás, é valido lembrar que conversas apagadas no período de 24 horas, podem ser facilmente restauradas apenas desinstalando e instalando o whatsapp novamente.

Ainda tem alguma dúvida sobre este assunto? Deixe seu comentário para que possamos esclarecê-la!

Quanto custa um seguro automóvel para Gol?

O Gol é um dos carros populares mais comprados pelos brasileiros. Por esse mesmo motivo, muitos tem dúvidas sobre quanto custa o seguro automóvel para Gol. Neste artigo te daremos algumas dicas sobre esse tipo de seguro.

Fazer um seguro automóvel para gol é a melhor ideia assim que se compra esse carro. Estar preparado para possíveis eventualidades deve ser o primeiro passo ao sair da concessionária com seu veículo, seja ele usado ou não.

No entanto, muitos ainda não sabem como fazer uma simulação do seguro automóvel para Gol. Esse é um veículo que veio no ano de 2018 com algumas modificações.

Se você já tem um ou está nos seus planos adquirir este carro, leve em consideração ter algum tipo de segurança para você como motorista e para o seu automóvel. Mas vamos ao seu valor

Preço médio do seguro automóvel para Gol 2019

O valor do seguro automóvel para gol é de R$2.000 reais, segundo a média nacional. Vale salientar que esse valor deve levar em consideração quem é o motorista.

Geralmente a seguradora avalia o sexo, idade, hábitos de consumo e o local onde o motorista vive. Por isso, é muito importante que você entre em contato com uma seguradora que te ajude a fazer uma cotação do seguro automóvel para Gol.

Além disso, você deverá informar alguns dados do veículo e quanto tempo você tem de carteira. Todas essas informações serão úteis para que a seguradora feche um valor para você pagar pelo seguro automóvel para Gol.

Em 2018, o seguro do Gol custou por volta de R$1200 reais, enquanto que em 2017 seu preço foi de R$2.120 reais, quase o dobro do ano posterior.

Por fim, é muito importante que ao fechar contrato com a sua seguradora, leia todos os termos do contrato e saiba o que seu seguro cobre ou não. Isso poderá facilitar sua vida no futuro, caso ocorra alguma coisa com o seu automóvel.

Seguro viagem: Veja quais lugares são obrigatórios

Sabemos que viajar é um dos melhores prazeres da vida. Muitas pessoas viajam todos os anos e estão constantemente planejando viagens.

Porém, muitas vezes se esquecem do seguro viagem, um detalhe que pode fazer grande diferença na sua viagem.

O Seguro viagem é a cobertura contra possíveis incidentes que podem acontecer na sua viagem. Mas, além de ser essencial pela sua necessidade, ele também pode ser obrigatório em alguns países, principalmente para quem vai para a Europa.

Vantagens do Seguro Viagem

O Seguro viagem possui infinitas coberturas e vantagens que podem te livrar do sufoco no exterior. Existem diversos planos, que você vai escolher de acordo com a sua necessidade.

Basicamente, algumas das coberturas principais são: cobertura para convênio médico e odontológico, cobertura contra desvios de bagagens, cobertura em casos de perda de documentos, mortes, translados e etc.

A grande vantagem de fazer um seguro viagem é que você fica protegido e pode viajar com a segurança de saber que se você precisar de alguma assistência, você será atendido e assessorado.

Alguns serviços no exterior podem ser muito caros, como por exemplo, serviços com médicos, internações e dentistas. Esse tipo de serviço além de caro, será cobrado na moeda do país de destino, que pode ser mais cara que o real.

Mas, além de todas essas vantagens, o seguro viagem é importante porque ele pode ser obrigatório em alguns lugares, principalmente no continente europeu. Dessa forma, se a sua viagem for para a Europa, você precisa de atenção redobrada ao contratar um seguro viagem.

Países em que Seguro viagem é obrigatório

O seguro viagem é obrigatório em alguns países, principalmente no continente Europeu. Portanto, se a sua viagem for para a Europa, é melhor você garantir que conseguirá entrar no país e contratar um seguro viagem.

O seguro viagem é obrigatório em: Cuba, Venezuela, Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia,  Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca,  Suécia, Suíça.

Graduação Online: Como fazer graduação Online?

A graduação online é uma alternativa prática e eficiente para pessoas que desejam fazer uma faculdade. Sabemos que realizar uma graduação é o sonho de muitas pessoas no Brasil, porém não é acessível para todos.

Infelizmente, muitos desistem da graduação por não terem condições financeiras de pagar um curso presencial ou por não conseguirem tempo para frequentar as aulas presenciais diariamente.

Por isso, a graduação online é uma excelente opção.

Vantagens de fazer uma graduação online

Existem muitas vantagens em fazer uma graduação online. A primeira delas é que cursando online você não precisa frequentar as aulas de forma presencial. A maioria dos cursos possui aulas 100% online, você só precisa ir a faculdade para realizar provas.

Dessa forma, se o seu problema é falta de tempo, a graduação online te oferece a praticidade de poder assistir as aulas quando e onde quiser.

Além disso, o fato de ser online também barateia o custo. As faculdades não tem alguns custos que tem com as aulas presenciais. Por isso, o valor para fazer uma graduação online é menor. Logo, se o seu problema é falta de dinheiro para pagar o curso, essa opção online também pode resolvê-lo.

E o melhor de tudo é que, a graduação online também possui certificação pelo MEC, e o diploma é tão reconhecido por empresas quanto a graduação presencial. Você terá o mesmo diploma de quem frequentou as aulas presencialmente.

Como fazer graduação online

O primeiro passo para fazer uma graduação online é escolher o curso que deseja cursar. Escolha algo que tenha afinidade e goste de estudar.

Após escolher o curso, pesquise a melhor faculdade. Analise e veja quais são as que tem os melhores conceitos e reputação de seus alunos.

Pesquise também sobre quais são as reconhecidas pelo MEC e qual tem a melhor reputação. E é claro, leve em consideração também o preço que cabe no seu bolso.

Também é importante analisar a grade do curso, pra ver se você realmente tem afinidade e interesse em cursar.

 

 

Intermédica Curitiba: Conheça o plano

A Intermédica Curitiba é uma empresa do ramo de saúde, ela foi fundada nos anos de 1960, e a partir de sua criação, vem sempre melhorando a prestação dos serviços e trazendo inovação para a saúde na cidade de Curitiba.

Os associados da Intermédica Curitiba contam com um serviço de extrema qualidade, que é garantido pela empresa. Ela visa em primeiro lugar a qualidade de vida dos pacientes, e é por isso que foi a primeira empresa no ramo da saúde a oferecer os serviços de prevenção de saúde. A empresa possui uma enorme rede credenciada, com mais de 8 mil funcionários capacitados para fornecer um serviço de extrema excelência e qualidade. E tudo isso é feito e os preços são acessíveis para seus conveniados.

Planos oferecidos pela Intermédica Curitiba

A Intermédica Curitiba oferece 8 modalidades de planos de saúde diferentes para seus beneficiários, veja a seguir quais são elas.

  • MAX 200: Acesso aos serviços oferecidos pela rede própria Intermédica Curitiba, serviços hospitalares e ambulatoriais. Acomodação em Enfermaria;
  • MAX 250: Serviços Max 200 somados a hospitais, maternidades e prontos-socorros. Acomodação em Enfermaria;
  • MAX 300: Serviços Max 250 somados a alguns hospitais, maternidades e serviços de diagnósticos. Acomodação em Enfermaria;
  • MAX 300 Plus: Serviços Max 250 somados a uma vasta rede credenciada. Acomodação em quarto privativo;
  • MAX 350: Serviços Max 300 somados a maternidades, prontos-socorros e hospitais em novas regiões. Acomodação em Enfermaria;
  • MAX 350 Plus: Max 300 somados a maternidades, prontos-socorros e hospitais em novas regiões. Acomodação em quarto privativo;
  • MAX 400: Acesso a uma rede credenciada maior que a ofertada nos planos anteriores, essa rede tem mais de 5.500 serviços. Acomodação em enfermaria.
  • MAX 400 Plus: Serviços Max 400 somados um aumento na rede credenciada. Acomodação em quarto privativo.

Além dos planos de saúde, a Intermédica Curitiba oferece, também, planos odontológicos.

 

Máquina de cartão: como encontrar a melhor opção para o seu negócio

Uma das formas de pagamento que vem dominando o mercado é a máquina de cartão. Se há poucos anos tínhamos como uma das opções de pagamento apenas o chamado “dinheiro vivo”, a máquina de cartão veio solucionar a dor de cabeça que muitos empresários enfrentavam: o risco de calotes.

Isso porque, caso o cliente não pague a fatura do cartão de crédito em sua totalidade, por exemplo, ele não deve ao lojista/empresário, mas ao banco, já que a máquina de cartão leva a bandeira do banco. Com isso, o risco de calotes se torna menor, uma vez que a inadimplência vai para o banco.

E como encontrar a melhor opção quando o assunto é máquina de cartão? Confira abaixo as dicas!

Máquina de cartão: o que levar em conta na hora da escolha daquela que atende ao seu negócio?

Entre as principais opções para quem quer usufruir de uma boa máquina de cartão em seu negócio, estão algumas perguntas, que fazem parte da rotina de qualquer empreendedor, entre elas, a quantidade de vendas que são perdidas.

As melhores opções de máquina de cartão incluem aquelas que recebem diversas bandeiras, já que, quanto mais bandeiras, maiores vendas o empresário vai alcançar.

Outro ponto a ser levado em consideração é o famoso “planejamento do negócio”, e isso inclui, por exemplo, levar em consideração não só o local, como também a quantidade de vendas que pretende alcançar em 1 mês.

Para pequenos empreendedores, uma grande dica é evitar aquelas máquinas que cobram mensalidades, cujo valor é muito alto para mantê-la.

Os vendedores também podem usar a máquina de cartão para ampliar o leque de serviços, como o de recarga para celulares pré-pagos.

Com isso, essas dicas se tornam fundamentais na hora da escolha daquela máquina de cartão que melhor vai atender seu negócio.

Simular cartão de crédito: Simule seu limite e taxas de cartão de crédito

Com um cartão de crédito, são diversas oportunidades que surgem, como, por exemplo, o adiantamento ou parcelamento do pagamento de uma compra em momentos que você não tem dinheiro para pagar à vista na aquisição de algo que deseja. Além disso, existem os desejados programas de recompensa, que muitas operadoras oferecem a seus clientes, onde ao juntar pontos, você consegue trocar por passagens aéreas. Esses são os principais motivos que as pessoas desejam tanto ter um cartão de crédito.

Enxergando isso, é que atualmente, existem diversas empresas que oferecem o serviço de cartão de crédito para seus clientes. Foram criados cartões para o atendimento das mais diversas necessidades. Existem cartões de bancos, financeiras, lojas de departamentos, supermercados, lojas de materiais de construção e até mesmo, cartões de créditos oferecidos por aplicativos de celulares.

É muita oferta disponível no mercado e dessa forma, é muito difícil escolher alguma delas ao contratar um cartão de crédito, e, além disso, garantir que você fez a melhor escolha. Por isso Simular cartão de crédito é essencial para você fazer a contratação certa.

3 formas de Simular cartão de crédito

Existem diversas formas de Simular cartão de crédito disponíveis, porém, separamos as 3 melhores para que você simule seu limite e taxas de cartão de crédito. Veja abaixo quais são elas:

  1. Sites de bancos: Os bancos disponibilizam em seus sites uma forma fácil Simular cartão de crédito, lá você insere algumas informações para traçar seu perfil e pronto, aparecerá todos os cartões disponíveis para você;
  2. Blogs financeiros: Existem diversos blogs financeiros que ao Simular cartão de crédito, você consegue comparar as opções de diversas instituições financeiras diferentes;
  3. Aplicativos para smartphones: Hoje em dia, existem alguns aplicativos de bancos online que oferecem a opção de Simular cartão de crédito, assim, você consegue ver de forma rápida e fácil quais são as condições deles.

Conta corrente: Como escolher a melhor opção para você

A conta corrente é um serviço oferecido pelos bancos que garante o recebimento e depósito de dinheiro de uma forma rápida e segura.

Ela é muito indicada para a pessoa que precisa fazer movimentações em dinheiro através do banco, como pagamento de contas, transferências para outras pessoas, até receber por depósito e sacar em espécie.

Embora ela seja muito utilizada, ainda ainda gera muitas dúvidas nos brasileiros. Esse tipo de conta é aliada do consumidor, mas é necessário que se escolha muito bem antes de se optar por uma.

Neste artigo vamos dar dicas de como escolher a melhor opção de conta corrente para você. Acompanhe!

Conta corrente: confira as taxas e tarifas

A conta corrente é um serviço que muitas vezes possui tarifas e taxas para ser utilizado. O que irá determinar se uma conta corrente terá essas cobranças é a cesta de serviços.

A cesta de serviços são o serviços oferecidos e funcionalidades oferecidos pela instituição bancária em cada categoria.

Podemos citar serviços como os saques, transferências e até acesso ao extrato mensal. Quanto mais serviços e maior quantidade, mais cara acaba sendo a cesta de serviços.

Por esse motivo é fundamental ter consciência de sua movimentação bancária mensal, pois é possível escolher a conta corrente que seja mais barata ou até gratuita, mas que atenda suas necessidades.

Conta corrente: reputação do banco

Um dos pontos para se analisar ao abrir uma conta corrente é a reputação do banco.

Em uma rápida pesquisa na internet é possível verificar depoimentos de clientes de como o banco se comporta no atendimento e resolução de problemas.

Escolher um banco que respeite seu cliente, que solucione as divergências e que não pratique taxas e tarifas abusivas é altamente aconselhável para quem deseja ter uma conta corrente saudável.

Você gostou das nossas dicas de como escolher a melhor opção de conta corrente?

Seguro viagem: tipos de coberturas, inclusões opcionais e as exclusões mais comuns

O seguro viagem prevê situações e possibilita que você as previna, por isso existem vários seguros diferentes e diversas instituições que o fornecem.

Para cada necessidade, existe um contrato que cobre as suas despesas em viagens e te dá a oportunidade de se sentir mais tranquilo indo para o destino escolhido.

Por isso, quando você entra em uma instituição para escolher uma assistência 24 horas e seguro viagem, te mostram os mais variados tipos de cobertura, as coberturas opcionais e outros.

Mas neste conteúdo vamos falar também sobre o as exclusões mais comuns em um contrato de seguro viagem. Vem com a gente!

13 tipos de cobertura de um seguro viagem

Você conhece os tipos de cobertura dos seguros viagens? Muita gente acaba não conhecendo os mais comuns e perdem grandes oportunidades.

Existem muitos riscos que são considerados comuns e são cobertos por plano, como em casos de:

  1. Enfermidades, óbitos e traumas corporais.
  2. Atendimento médicos emergenciais e odontológicos podem ser de acordo com o limite máximo da cobertura do plano e a ocorrência também.
  3. Valores de viagens, taxas pré-pagas.
  4. Interrupções de passeio.
  5. Cancelamento de passeios.
  6. Óbitos ou enfermidades graves de familiares.
  7. Serviços processuais jurídicos.
  8. Quarentena obrigatória estabelecido pelo país estrangeiro.
  9. Proibição de viagem devido à restrição governamental para o destino da viagem.
  10. Convocação, por ser membro de organização de defesa pública do seu país de origem.
  11. Avisos oficiais públicos contra viajar ou ficar no destino escolhido.
  12. Ser testemunha jurídica.
  13. Demissão empregatício, no caso de você não saber antes da reserva, entre outros.

Você sabia que existem 5 coberturas opcionais?

O seguro viagem é para que você possa passear de forma tranquila e na hora que surgir uma emergência o plano facilitará para você não ter dor de cabeça com gastos extras e perca o tempo que teria para se divertir.

Como viu no tópico anterior, existem diversos tipos de planos para seguro viagem e você pode adicionar algumas coberturas que não estão dentro do plano contratado originalmente, se for o caso.

Porém, é necessário que todos estejam descritos nas cláusulas do contrato em que assinou do seguro viagem com a instituição escolhida.

As coberturas adicionais do seguro viagem disponibilizadas pela instituição possuem custos adicionais também, que varia de acordo com cada provedor.

Algumas coberturas opcionais geralmente são adquiridas para situações específicas, como:

  • Para pessoas com condições de saúde pré-existentes como diabetes, asmas etc.
  • Jogos esportivos de risco como mergulho, esqui, entre outros.
  • Países de grande risco que estão em guerra ou terrorismo.
  • Doenças pré-existentes com começo agudo.
  • Falimento de empresas fornecedoras como companhia aéreas, hotéis e outros.

As 5 exclusões mais comuns em seguro viagem

Você sabe quais são as exclusões mais comuns do seguro viagem? Pois é, também existe isso! Geralmente elas são:

  1. Passeio com o objetivo de fazer um tratamento médico ou até mesmo para ter bebê;
  2. Cirurgia;
  3. Viagens para locais de guerra;
  4. Enfermidades causadas por bebida alcoólica, drogas, atitudes criminosas, traumas, imprudência;
  5. Atos de terrorismo.

Todas as condições do viajante, como doenças ou condições pré-existentes, por exemplo, devem ser confessas antes do primeiro dia de viagem, porém isso varia de acordo com a seguradora.

Se a seguradora de viagem exigir a declaração de condições e o viajante ignorar essas exigências, poderá ter a cobertura negada.

E aí, já entendeu tudo sobre o assunto? Então compartilhe esse artigo com outro amigo que vai viajar e não conhece ainda o seguro viagem.

Contratar seguro automóvel: 4 dicas na hora de contratar

Posso contratar seguro automóvel em qualquer lugar? Há diferença de cobertura nos seguros para carros? Se você ainda não fez essas perguntas, é porque já tem seguro auto e sabe bem como funciona.

Preços, vantagens e coberturas – eis a tríade que importa para muita gente na hora de contratar seguro automóvel. Mas não é só isso não. Saber que a seguradora está cadastrada na SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) é fator primordial na escolha do seu seguro auto.

Para você que ainda vai escolher um seguro para carros, acompanhe este artigo com as 4 dicas para realizar a sua contratação.

1. Verifique se o seguro automóvel está credenciado ao SUSEP

Como mencionado neste artigo, toda corretora ou seguradora de veículos precisa ter cadastro ativo no SUSEP. O Órgão é responsável por regulamentar todas as empresas de seguros automóveis no país.

Sem o credenciamento, não há certeza de que essa seguradora vai cumprir a lei e pagar indenização em caso de sinistro.

2. Cote online seu seguro automóvel

Cada seguradora pode oferecer vantagens a preços competitivos. Por isso, vale a pena fazer uma cotação online em diversos sites do ramo antes de contratar seguro automóvel.

Assim, você escolhe o que melhor combina com o seu perfil de usuário e o que cabe em seu bolso sem sair de casa.

3. Escolha o seguro de acordo com as suas necessidades

Já sabemos que cada seguro auto possui suas vantagens e preços variados. Porém, você sabe o que realmente precisa ao contratar seguro automóvel?

Dependendo da região onde você mora ou a maneira como você transita com o seu carro, pode ser necessário incluir um guincho com quilometragem maior, carro reserva, troca de vidros ou chaveiro.

4. Diga a verdade no ato da contratação

Para reduzir o valor da apólice, tem gente que mente sobre as informações do veículo – como, por exemplo, dizer que só usa o carro em determinado trecho ou que só sai com ele à noite.

Dados incorretos levam a inviabilização do pagamento da cobertura quando houver sinistro. A empresa investiga para saber o horário e em que circunstância ocorreu o incidente.

Portanto, na hora de contratar seguro automóvel não deixe de seguir essas 4 dicas. Você pode conseguir um bom preço ao cotar online e ter muitas vantagens de acordo com o seu perfil de segurado.

Quanto custa um seguro automóvel para Corolla?

Comprou seu Corolla e gostaria de fazer um seguro dele? Ou já possui um e percebeu que é superimportante proteger o seu patrimônio? Afinal, carro é um bem móvel e está sempre sob riscos. Vamos entender como é calculado o valor de um seguro automóvel Corolla?

Perfil: eis como se calcula o valor de um seguro.

Então, tratando-se de seguros não há uma tabela definida de preços. Tudo é uma questão de perfil do usuário. É o que as seguradoras avaliam. Uma série de itens é avaliada e, a partir disso, é estipulado um valor a ser cobrado de você pelo serviço de proteger o seu patrimônio. Também é importante o que você quer contratar: um seguro completo (furto, roubo, colisão e incêndio), parcial (só alguns sinistros selecionados) ou só contra terceiros. Assim, entre suas características pessoais e aquilo que você quer contratar, claro, considerando modelo e ano do seu veículo, surge o preço do seguro para você.

Quais os principais itens na avaliação de perfil?

São vários fatores analisados na hora de avaliar o risco de proteger o seu patrimônio. Podemos citar os principais. Primeiro, você: idade, endereço de residência, se há dependentes que também dirigem o veículo, se trabalha com ele, condições de garagem, tempo de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), entre outros. Depois, o veículo: ano e modelo. É que tendo em vista a versão do automóvel, além do seu valor patrimonial é observado também o quanto ele é visado em furtos e roubos. E isso impacta diretamente no cálculo do risco da apólice de seguro.

Dicas para melhorar a cotação de seguro.

Você pode melhorar o valor de um seguro se ficar atento em aprimorar algumas características vistas acima, como: instalar mais itens de segurança no veículo, garantir uma garagem segura, evitar dependentes jovens, entre outros detalhes. Enfim, o seguro do seu Corolla envolve vários fatores. Faça cotações e avalie as diferentes possibilidades de proteger o seu Corolla.